Rádio UBM Barra Mansa

(24) 3325-0255

 
Cientistas listam outros quatro sintomas da Covid-19, incluindo calafrios

Um estudo com mais de um milhão de pessoas na Inglaterra, conduzido pelo Imperial College London, identificou mais quatro sintomas relacionados ao coronavírus, incluindo calafrios.

Além dos "clássicos" - perda do olfato e paladar, febre e tosse persistente - agora os cientistas listam calafrios, perda de apetite, dor de cabeça e dores musculares. No entanto, eles ressaltaram que 60% das pessoas infectadas não relatam nenhum sintoma.

Para chegar a conclusão, os pesquisadores fizeram testes e questionários, entre junho de 2020 e janeiro de 2021. Quanto mais sintomas as pessoas apresentassem, maior a probabilidade de o teste ser positivo.

O estudo também descobriu que havia variação nos sintomas conforme a idade. Calafrios foram relatados em todas as idades; dores de cabeça foram relatadas em jovens de 5 a 17 anos; perda de apetite, na faixa etária entre 18 a 54 anos e mais de 55 anos; e dores musculares em pessoas de 18 a 54 anos. Crianças de 5 a 17 anos apresentaram menor probabilidade de relatar febre, tosse persistente e perda de apetite em comparação com adultos.

Atualmente, as pessoas na Inglaterra são incentivadas a fazer o teste Covid-19 apenas apresentarem um dos quatro sintomas clássicos. Se os sintomas adicionais fossem incluídos, os testes podem contemplar um número maior de pessoas. 

O professor Paul Elliott, que conduzuiu a pesquisa, disse ao site do Imperial College London: “Essas novas descobertas sugerem que muitas pessoas com Covid-19 não farão o teste - e, portanto, não se isolarão - porque seus sintomas não correspondem aos usado nas orientações atuais.  Espero que nossas descobertas sobre os sintomas mais informativos signifiquem que o programa de testes pode tirar proveito das evidências, ajudando a identificar mais pessoas infectadas”

As descobertas serão submetidas à revisão por pares. 

Sintomas das novas variantes

A pesquisa também explorou se o surgimento de uma nova variante do coronavírus no Reino Unido, identificada pela primeira vez em Kent, estava relacionado a um perfil diferente de sintomas.

Os pesquisadores compararam os sintomas e os resultados do teste coletados entre novembro e dezembro, quando a nova variante representava 16% das infecções na Inglaterra, com dados semelhantes coletados em janeiro, quando cerca de 86% das infecções foram da variante.

Embora os sintomas fossem semelhantes, em janeiro, em comparação com novembro e dezembro, a perda ou alteração do olfato foi menos predominante, enquanto a proporção de pessoas com tosse persistente pareceu aumentar.

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Continue nos apoiando. Assine O TEMPO.

Fonte portal o tempo

"

Agora na Rádio


Enquete
O que Achou de nosso Novo Site?
Otimo
Bom
Recular
Ruim
Não Sei Dizer
Ver resultados

As mais pedidas
1
Uma Luta por Dia (Web Clipe) DJ Nene
MC Kevin - Uma Luta por Dia (Web Clipe) DJ Nene
2
Oh No (FUNK REMIX) by. lukkë
Capone
3
Vacina Butantan - Remix Bum Bum Tam Tam (KondZilla)
MC Fioti
4
ALÔ AMBEV
Zé Neto e Cristiano
5
Troca de Calçada
Marília Mendonça
6
Foi Pá Pum
Simone & Simaria - Foi Pá Pum
7
O Pai Tá On (KondZilla
MC Felipinho
8
The Best
Davido ft. Mayorkun
9
help herself
bbno$ & diamond pistols
10
Deixa de Onda
Dennis, Ludmilla e Xamã

Estatísticas
Hoje: 3
Esta Semana: 6
Este Mês: 52
Total de Acessos: 2859
Publicidade
Rádio UBM Barra Mansa
Jornalismo UBM
Oba Cast
 
Rádios Net Centro Universitário de Barra Mansa Obacast logo radio Radio ubm
radios net Obacast
  Radio UBM, Barra Mansa Rio de Janeiro 24 horas no ar   Banner ObaCast